Com a correria que se instala no nosso quotidiano, quantas vezes não desejamos conseguir ser mais produtivos? O que será importante mudar na nossa organização diária para sentirmos que conseguimos atingir os nossos objectivos, de forma prática e eficaz?

Coloque as suas prioridades no lugar delas, ou seja, em primeiro lugar

Quando estiver a compor a sua lista de afazeres, certifique-se que as suas prioridades se encontram em primeiro lugar e tente, ao máximo, mantê-las no lugar delas. Deixar-se absorver porque outras questões avaliadas por si como secundárias, apenas atrapalhará o seu dia e não permitirá que sinta que atingiu algum objectivo.

 

Crie modelos e esquemas para tarefas rotineiras

Uma forma eficaz de tornar o seu tempo produtivo é criar esquemas e modelos para aplicar em tarefas que sabe, de antemão, ter de cumprir de forma repetida. Desta forma, evitará perder tempo a pensar como cumprir certo objectivo pois terá sempre a “fórmula mágica” para o resolver.

Criar um esquema e aplicá-lo de forma rotineira irá também permitir-lhe perceber como pode melhorá-lo. Caso contrário, se estiver sempre a criar um novo, a hipótese de compreender o que corre bem e o que falha fica diminuída.

Esta dica pode ser aplicada quer em termos laborais como também em aspectos familiares. Por exemplo, as listas de compras. Se tiver sempre um modelo, bastará picar o que falta comprar ou reabastecer. Se, caso contrário, tiver sempre que criar uma lista de compras, perderá tempo que poderá aplicar noutra tarefa.

 

Simplifique e termine!

Quantas vezes sente que tem tendência a começar uma tarefa, a deixá-la inacabada, a começar outra, a deixar também essa inacabada? Uma dica para se tornar mais produtivo é não iniciar uma nova tarefa, sem deixar a anterior terminada. Simplifique e direccione a sua atenção apenas para uma questão, de cada vez. Desta forma, a sua atenção e concentração serão mais focadas e não deixará uma lista interminável de assuntos por resolver ou tarefas por acabar.

 

Encontrou a fórmula mágica? Então, maximize-a!

Para se tornar produtivo, também é importante que perca algum tempo a perceber o que funciona e o que não funciona. Por isso, assim que encontrar um esquema ou um modelo que funcione e que optimize o seu tempo, mantenha-o. Como se diz na gíria: em equipa vencedora, não se mexe. Mas ainda pode fazer mais. Poderá aplicar essa fórmula mágica noutras vertentes e testá-la. Se funcionar, óptimo, pois estará a cumprir o velho ditado: “matar dois coelhos com uma só cajadada”.

 

Aplique as suas aptidões e os seus conhecimentos em diferentes “frentes de batalha”

As suas aptidões e conhecimentos não são estanques e, muito menos, fechadas. Posto isto, há sempre uma forma de optimizá-las e torna-la úteis para diferentes “frentes de batalha” na sua vida. Conheça-se, avalie-se e perceba como pode ser produtivo em áreas nas quais tem mais dificuldade, usando e abusando das suas competências e saberes.

 

Sistemas de registo: e esta, hein?

Já lhe deve ter acontecido ter uma ideia para resolver um problema ou um modo de optimizar uma tarefa e depois acabar por se esquecer do que pensou. Para não perder esses eureca!’s, tenha sempre junto de si um pequeno bloco de notas ou, se for mais arrojado, um gravador. Desta forma, sempre que tiver uma boa ideia, em que lugar for, poderá fazer um registo da mesma e aplicá-la quando for oportuno.

 

Não deixar “morrer na praia”

Conheceu algo ou alguém que lhe parece promissor? Que lhe trará algo de bom? Não o perca de vista, tente manter o contacto e acompanhar o projecto, o local ou a pessoa. Não inicie um contacto para depois o deixar “morrer na praia”: perdeu tempo, fez perder tempo e perdeu também uma boa oportunidade.

 

Procrastinar para melhorar

Nem sempre procrastinar, ou seja, adiar constantemente as tarefas, é negativo. Por vezes, é importante adiar um pouco para relaxar, para se afastar da questão e ter nova perspectiva, para atingir uma maior eficácia.

 

Balançar as vantagens e desvantagens

Quando tentamos experimentar algo novo, torna-se fundamental pensar as vantagens e desvantagens desse projecto ou ideia. Porém, caso existam benefícios, de forma a ser mais produtivo, é importante que se foque neles. Ficar a pensar somente nos riscos, nas consequências menos boas e nas desvantagens apenas poderá atrapalhar o seu investimento na nova ideia.

 

Correu mal? Não personalize!

Quando algo corre menos bem, evite personalizar o erro. “Enfiar a carapuça” de forma excessiva poderá influenciar o modo como passará a enfrentar novos desafios. Preocupe-se, sim, com o que correu mal de forma a melhorar – mas não personalize!

Andreia Cavaca

Andreia Cavaca

Psicóloga Clínica e Psicoterapeuta
ver perfil
Uma forma eficaz de tornar o seu tempo produtivo é criar esquemas e modelos para aplicar em tarefas que sabe, de antemão, ter de cumprir de forma repetida.