Este tipo de drogas é muito procurado pelos estudantes como forma de aumentar a capacidade de memória e atenção, o consumo tem como objectivo a melhoria da produtividade no estudo.

Incontestavelmente, estas drogas promovem resultados positivos mas com pouca duração.

Segundo Teresa Summavielle, do Instituto de Biologia Molecular e Celular da Universidade do Porto, os danos ao nível do sistema nervoso central podem ser irreversíveis.

Os efeitos duram cerca de uma hora, seguindo-se uma reacção inversa à desejada após o seu consumo, podendo ocorrer um aumento da ansiedade, da irritabilidade e um déficit ao nível da capacidade de atenção. As anfetaminas provocam um envelhecimento precoce das células cerebrais, sendo que o seu consumo regular pode conduzir ao efeito contrário ao desejado.

Os efeitos vão para além do sistema nervoso central, pois a substância é processada por todo o organismo, podendo surgir complicações ao nível do fígado e do coração.

Segundo Félix Carvalho, do serviço de Toxicologia da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto, estas drogas podem ter maior influência num cérebro adolescente que se encontra ainda em formação.

O seu consumo regular pode modificar as estruturas cerebrais, modificando o seu funcionamento a longo prazo.

Carolina Justino

Carolina Justino

Psicóloga Clínica e Psicoterapeuta
ver perfil
"Os efeitos duram cerca de uma hora, seguindo-se uma reacção inversa à desejada após o seu consumo, podendo ocorrer um aumento da ansiedade, da irritabilidade e um déficit ao nível da capacidade de atenção."